Projecto IPSIIS
  Prospetores do Projeto IPSIIS fazem trabalho único a nível nacional  
 
 
O IPSIIS, criado em 2001, na dependência do já extinto CNANS (Centro Nacional de Arqueologia Náutica e Subaquática), e que em 2014 se constituiu como associação, passando a ficar sob a tutela direta do Museu de Portimão, é «uma exceção a nível nacional». É que os seus 18 membros têm autorização para, munidos de detetores de metais, «prospetar apenas nas zonas de depósitos de dragados, nomeadamente as praias», situadas à volta do estuário do Arade e na Ria de Alvor (ver imagem na fotogaleria).

Ao contrário de outros prospetores ilegais, os membros deste grupo têm uma autorização especial para fazer o seu trabalho, mas também têm obrigações – como a de, no prazo máximo de 48 horas, declarar as peças encontradas e entregá-las ao Museu de Portimão. O património que é encontrado nas areias dragadas e depositadas nas praias dos concelhos de Portimão e Lagoa é do Estado, ou seja, é de todos nós, e nenhum prospetor pode fazer negócio com o que encontra.

(este é um excerto do artigo publicado pelo SulInformação, veja o artigo completo neste link http://www.sulinformacao.pt/2017/11/arqueologia-prospetores-do-projeto-ipsiis-fazem-trabalho-unico-a-nivel-nacional )
 
 
   
Colaboração Museu de Portimão
O Associação Projecto IPSIIS reverte (deste a sua primeira hora) o produto do seu trabalho para comunidade.

Este exemplo está patente na exposição permanente do Museu de Portimão, onde se encontram em exposição diversas peças entregues pela Associação Projecto IPSIIS.
Achados Únicos
Alguns dos nossos achados são artefactos únicos.
São sem dúvida verdadeiros achados que se revestem de histórias para além da história !
Descubra na nossa secção de Downloads artigos sobre alguns destes objectos (brevemente).
Revista Portugal Romano
O Projecto IPSIIS na revista Portugal Romano.
O Portugal Romano é um projecto que tem por objectivo dinamizar, divulgar e promover o legado romano em Portugal.
Protocolo de Colaboração com o Museu de Portimão
No seguimento da já duradoura colaboração entre o Projecto IPSIIS e o Museu de Portimão, foi celebrado entre a nova associação e o museu, um protocolo de colaboração mútua.

Este protocolo visa enquadrar institucional e cientificamente a atividade de prospeção com detectores de metais em zonas delimitadas de praias e de depósitos de dragados, desenvolvido pela ASSOCIAÇÃO PROJECTO IPSIIS, de
forma articulada e coordenada pelo MUSEU DE PORTIMÃO.
(veja o desenvolvimento na n/ zona de noticias)