Achados
 
 
 
  Idade do Ferro  
 
    Iª Idade do Ferro    
    A I ª Idade do Ferro do Sul de Portugal, é resultante da interacção económica
e social das comunidades da Idade do Bronze Final, sob a influencia do
crescente relacionamento comercial com o Próximo Oriente, com populações
cultural e tecnicamente mais desenvolvidas, como os Fenícios, os Gregos e
posteriormente, os Cartagineses.
No Sul de Portugal dá-se a implantação dos primeiros assentamentos com
finalidade comercial - os Entrepostos Fenícios - tal como a fixação de
populações que originaram um florescente surto cultural, de carácter oriental;
tal facto foi responsável pela introdução precoce, nesta região, de três
importantes inovações: a redução do ferro, e o fabrico de artefactos neste metal,
a cerâmica montada no torno rápido, e a escrita, a mais antiga do Ocidente
Europeu.
Compreende o período entre meados do século VIII a. C. e meados do século V a. C.
e os povos autóctones mais significativos nesta região, foram os Cempsos,
os Cinetes, os Cónios e os Turdetanos

   
       
    IIª Idade do Ferro    
    A II ª Idade do Ferro do Sul de Portugal, abarca o período que antecedeu os
inícios da colonização romana no sul de Portugal, entre meados do século V a. C.
e o início do século II a. C.
É neste período que vemos florescer no território do actual Algarve, como
assentamentos populacionais importantes, Ipses, Cilpes, Ossonuba, Balsa
e Baesuri.
Foi um período marcado por constantes convulsões sociais e políticas, que
provocaram sucessivos confrontos bélicos, e razias populacionais; dá-se a
invasão por um povo de origem continental, os Celtici, que praticaram o saque
e a pilhagem. É também no Sul da península que se dão os conflitos das
Guerras Púnicas, culmina com a invasão romana em 193 a. C.
   
       
 
 
Colaboração Museu de Portimão
O Associação Projecto IPSIIS reverte (deste a sua primeira hora) o produto do seu trabalho para comunidade.

Este exemplo está patente na exposição permanente do Museu de Portimão, onde se encontram em exposição diversas peças entregues pela Associação Projecto IPSIIS.
Achados Únicos
Alguns dos nossos achados são artefactos únicos.
São sem dúvida verdadeiros achados que se revestem de histórias para além da história !
Descubra na nossa secção de Downloads artigos sobre alguns destes objectos (brevemente).
Revista Portugal Romano
O Projecto IPSIIS na revista Portugal Romano.
O Portugal Romano é um projecto que tem por objectivo dinamizar, divulgar e promover o legado romano em Portugal.
Protocolo de Colaboração com o Museu de Portimão
No seguimento da já duradoura colaboração entre o Projecto IPSIIS e o Museu de Portimão, foi celebrado entre a nova associação e o museu, um protocolo de colaboração mútua.

Este protocolo visa enquadrar institucional e cientificamente a atividade de prospeção com detectores de metais em zonas delimitadas de praias e de depósitos de dragados, desenvolvido pela ASSOCIAÇÃO PROJECTO IPSIIS, de
forma articulada e coordenada pelo MUSEU DE PORTIMÃO.
(veja o desenvolvimento na n/ zona de noticias)